CONFIRA UMA LISTA DE ALIMENTOS PERIGOSOS PARA CÃES E GATOS

Muitas vezes somos tentados a compartilhar com nossos animais de estimação de todas as coisas boas que nós desfrutamos da vida, incluindo a alimentação. Só que além de permitir ao bichinho tomar gosto por algo que não deveria ter, alguns alimentos que são considerados bons para os humanos podem ser muito perigosos para os pets. A lista abaixo mostra alguns dos alimentos mais comuns que podem ser tóxicos para os animais. Qualquer decisão de fornecer ao seu animal de estimação alimentos que não sejam especificamente destinados a eles deve ser discutida com seu nutricionista, ou médico veterinário.

Segue uma lista de alimentos que o animal deve evitar, todos eles são venenosos em algum grau.

- Abacate: Folhas, semente e a fruta do abacate contem uma substância tóxica chamada persina, que pode provocar desarranjo gastro-intestinal. Tóxico principalmente para gatos.

- Alimentos açucarados: Pode levar à obesidade , problemas dentários e, eventualmente, a diabetes.

- Alimentos Infantis: Pode conter cebola em pó, que pode ser tóxico para cães. Também pode resultar em deficiências nutricionais, se alimentados em grandes quantidades.

- Batatas crua, inhame e madioquinha: apresentam solamina, uma toxina que pode deprimir o sistema nervoso central e provocar distúrbios gastrointestinais.

- Bebidas alcoólicas: Qualquer tipo de álcool pode ser tóxico para o animal, podendo causar coma ou até morte.

- Berinjela: Tóxica para os gatos

- Brócolis: faz mal se oferecido em grande quantidade.

- Cogumelos: Diferentes tipos de cogumelos que pode ter efeitos variados em animais de estimação, tais como, depressão, diarréia, náuseas e vômitos, dor abdominal, lacrimejamento, alucinações, defecação, insuficiência hepática, convulsões, salivação excessiva, micção, insuficiência renal, danos no coração, hiperatividade, e em alguns casos, morte.

- Chocolate, café, chá e outras cafeínas: Pode resultar em aumento da respiração e da freqüência cardíaca, e afeta o sistema nervoso central. O envenenamento por chocolate pode causar batimentos cardíacos irregulares e ritmo, agitação, hiperatividade, diarréia, vómitos, respiração ofegante, tremores musculares, dor abdominal, sangue na urina e aumento da temperatura corporal. Em grandes quantidades, o chocolate provoca o coma e até a morte. Se o seu animal comeu uma grande quantidade de chocolate, procure saber como proceder com um veterinário, pois os efeitos muitas vezes só vem horas depois.

- Cebola, alho e cebola em pó: Podem provocar problemas gastrointestinais, como vômitos e diarréia, sendo mais grave em gatos. O alho é menos tóxico do que as cebolas.

- Espigas de milho: Uma causa comum de obstrução intestinal que requer remoção cirúrgica.

- Espinafre: Devem ser evitados completamente em gatos com problemas urinários.

- Fermento, presente em massas: Pode ser perigoso, pois irá se expandir e resultar em gases, causando dor, podendo causar ruptura do estômago ou intestino.

- Figado em excesso: Pode causar toxicidade da vitamina A. Essa toxicidade afeta músculos e ossos.

- Frituras em geral

- Laranjas, limões e frutas cítricas em geral: podem causar vômitos ou diarréia.

- Leite e outros produtos lácteos: Alguns cães e gatos adultos não têm quantidades suficientes da enzima lactase, que quebra a lactose no leite. Isso pode resultar em diarréia.

- Nozes: Pode provocar problemas gastrointestinais, como vômitos e diarréia, bem como problemas respiratórios, tais como espirros, respiração e tosse.

- Ossos de peixes, aves, carnes ou outras fontes: Pode causar obstrução ou laceração do sistema digestivo. Lascas de ossos de galinha também pode se alojar internamente.

- Ovos crus: Contêm uma enzima chamada avidina, que diminui a absorção de biotina (vitamina B). Isso pode levar a problemas de pele e nos pelos. Ovos crus também podem conter Salmonella.

- Ossos cozidos: Podem lascar e causar perfuração intestinal, bem como bloqueios no intestino fraturas de dentes. Pedaços podem ficar presos em todo o céu da boca

- Peixe Cru: Pode resultar em uma deficiência de tiamina (vitamina B), que leva à perda de apetite, convulsões e em casos severos, morte. Essa intoxicação é mais comum se o peixe cru é oferecido regularmente, com frequência.

- Pimenta

- Pipoca: O risco nosso caso das pipocas, o perigo está mais na asfixia no animal, mas o sal e a manteiga (presentes na pipoca) não são adequados também.

- Sal: Causa desequilíbrio eletrolítico. Uma simples colherzinha de sal pode causar sérios problemas a seu cão ou gato, como tremores, convulsão e morte.

- Sementes de frutas: Podem liberar cianeto no estômago, como no caso das sementes de maçã.

- Sobras de gordura: Pode causar pancreatite.

- Tomate e plantas de tomate: Tomates de todos os tipos são tóxicos para os gatos, como são as partes da planta de tomate. Ingerir por exemplo, um tomate cereja pode causar distúrbios gastrointestinais severos.

- Uvas e passas: Grandes quantidades de uvas podem ser venenosas para os animais, podendo causar vômitos, diarréia, letargia, dor abdominal, falta de apetite e danos nos rins.

- Xilitol: Este é um substituto do açúcar encontrado em muitos tipos de doces, vitaminas mastigáveis, e em gomas de mascar como Trident, por exemplo. Se um cão ingerir um produto que contém xilitol, procure um veterinário imediatamente. Não deixe de forma alguma produtos contendo xilitol ao alcance de um cão.

Se você suspeita que seu animal tenha sido envenenado, em contato imediatamente com seu veterinário de confiança.

Referências:

http://www.earthclinic.com/
http://www.humanesociety.org/
http://www.entirelypets.com/
http://www.risingwoods.org/
http://www.mhhs.net/
http://www.cachorroverde.com.br/
http://www.petsbr.com/
http://jornale.com.br/



Fonte: http://bichinhosprecisamdelar.blogspot.com

Compartilhe com seus contatos !